Make your own free website on Tripod.com
XVIII Copa do Mundo da FIFA - 2006
Frases sobre a Copa do Mundo de 2006
Home

  • "O melhor jogador da Copa será Ronaldinho. Depois Ronaldo. O terceiro será Kaká, seguido por Cafu e os outros brasileiros." (Roberto Carlos, antes do início do Mundial).

  • "Os técnicos deveriam ter mais conhecimento. Eles deveriam saber como jogam os adversários." (Joseph Blatter, presidente da FIFA, comenta a capacidade dos treinadores na Copa).

  • "Hoje em dia nossos oponentes tremem na base quando veem a formação da nossa equipe para a Copa do Mundo." (William Gallas, zagueiro da seleção francesa).

  • "Os brasileiros praticam futebol desde que nasceram. Eles jogam futebol durante todo o dia. Mas os franceses não. Estudávamos oito horas por dia e quando pedíamos para nossas mamães se elas deixariam a gente jogar bola, a resposta era só uma: 'não'." (Thierry Henry, atacante francês, analisa o 'segredo' do futebol brasileiro).

  • "Já tirei o David Beckham da equipe titular no passado. Não estou casado com ele, ainda que vocês acreditem que é o contrário que acontece. Aliás, também não estamos noivos" (Sven-Goran Eriksson, técnico da Inglaterra, assegura aos jornalistas que Beckham não tem lugar garantido entre os titulares da equipe na Copa do Mundo).

  • "Eu não sei o que ele (Marco Materazzi) disse para o Zidane. Só sei que ele foi o homem do jogo, não o Pirlo. Ele empatou o jogo e mandou o Zidane embora." (Raymond Domenech, técnico da França, sobre a final da Copa).

  • "Simplesmente não gostamos como os alemães celebraram a vitória sobre a gente. Saltando por todos os cantos do estádio." (Hernán Crespo, atacante argentino, reclama da comemoração alemã após eliminar sua seleção da Copa do Mundo).

  • "Acho que o técnico brasileiro deve ficar louco em ter que escolher entre Adriano, Ronaldo, Ronaldinho, Robinho e Kaká." (Atacante Ruud van Nistelrooy revela que gostaria de contar com as opções de Carlos Alberto Parreira no ataque da Holanda).

  • "Este jogo não é matemática. É futebol, e no futebol dois mais dois raramente dá quatro. Às vezes é três. Com frequência é cinco." (Leo Beenhakker, holandês técnico de Trinidad e Tobago, filosofa durante a Copa do Mundo na Alemanha).

  • "É lamentável o futebol visto. Por alguns momentos foi patético. O que é lamentável também é que a arbitragem tenha tanta influência". (Marco van Basten, lendário ex-jogador e técnico da Holanda, reclama da arbitragem e do futebol no jogo entre Holanda e Portugal).

  • "Acho que agora não é o momento de dizer o que faltou. Estamos muito abatidos. Temos que pensar na próxima Copa." (Ronaldinho Gaúcho, sumido durante a Copa do Mundo na Alemanha).

  • "Zidane estava muito arrogante e o insultei. Eu agarrei o uniforme dele durante alguns segundos apenas, ele virou para mim e me ironizou, me olhou com uma tremenda arrogância e disse: 'Se você realmente quer minha camisa, te darei depois'. Respondi com um insulto, é verdade". (Marco Materazzi, sobre um dos lances mais marcantes da Copa).

  • "Foram coisas muito pessoais que afetavam minha mãe e minha irmã. Quando você escuta uma vez, vai embora. E foi o que fiz. Mas quando ele continuou dizendo, duas, três vezes... As palavras me atingiram no que há de mais profundo. Antes de tudo sou um homem e preferia ter recebido um soco na cara." (Zidane dá a sua versão para a agressão ao zagueiro italiano).

  • "Sinto-me envergonhado quando preciso sair de casa, como quando fui às compras com a minha namorada. Se fosse um torcedor estaria desapontado com a campanha da Inglaterra nesta Copa do Mundo." (Rio Ferdinand, destaca o seu sentimento após a eliminação da Inglaterra nas quartas de final).

  • "Alguns jornais alemães nos criticaram. Mas eles ofenderam principalmente o nosso país, quando falaram de espaguete e da máfia para nos descrever. Tomara que as mulheres deles conheçam os italianos." (Volante italiano Gennaro Gatusso responde críticas após o título mundial).

  • "O Brasil perdeu a Copa porque chegou lá achando que era o Brasil de 1970. Pensaram como os argentinos e jogaram como os espanhóis." (Comentarista esportivo de programa alemão).

volta à página principal